(19) 3804-2605 | 3804-2863

Produzido no Brasil - 100% Nacional

Resíduos

Home Resíduos

Resíduos (nossa matéria-prima)

O Brasil é em um país com área de 8,5 milhões de quilômetros quadrados e inúmeras possibilidades de transformação e recuperação energética de resíduos. A SP - Pesquisa e Tecnologia apresenta alguns resíduos potenciais para valoração adotando as tecnológicas desenvolvidas pela companhia.

Dejetos Animais

Os dejetos animais quando aplicados in natura nos solos são uma fonte de nutrientes, porém o estado físico que se encontram podem causar dificuldades para a aplicação, que além do odor, a alta taxa de lixiviação, a contaminação por patogenos, as questões legislativas ambientais e o longo prazo de tempo para compostar.
A SP - Pesquisa e Tecnologia desenvolve a produção de biochar a partir destes dejetos.
Experimentos realizados junto a instituições de pesquisa como a Embrapa e o Instituto Agronômico de Campinas e Universidades Federais do Brasil demonstram grande potencial para aplicação do biochar.

Resíduos Florestais

Os resíduos florestais são compreendidos como podas de arvores, restos do corte de madeira, entre outros e tem como potencial a produção do biochar para uso agrícola, uso energético e a produção de aço verde. No Brasil e outros países sul americanos estes resíduos existem em grande numero. Na região de Sinop, estado do Mato Grosso, por exemplo, estes resíduos provenientes de madeireiras causam enormes danos ambientais por se encontrarem no ar, causando problemas pulmonares nas populações das cidades próximas. A SP - Pesquisa e Tecnologia possui tecnologia para valorização desta biomassa e tem planos futuros para produzir em grande escala.

Pneus Inservíveis

Segundo o Relatório de Pneumáticos 2013 (IBAMA e MMA) a meta para destinação de pneus inservíveis obrigatória para fabricantes e importadores de pneu no ano de 2012 foi de 479 mil toneladas. O projeto de implantação da planta industrial de processamento de pneus inservíveis utilizando a tecnologia de pirólise é uma ótima alternativa e é reforçado pela responsabilidade dos fabricantes e importadores de pneus de retirar do mercado os pneus inservíveis. A legislação brasileira na resolução do CONAMA Nº416 de 2009 descreve em seu artigo 3°:

... para cada pneu novo comercializado para o mercado de reposição, as empresas fabricantes ou importadoras deverão dar destinação adequada a um pneu inservível